Spiga

Mil frases do futebol - 001 a 020


O mundo da bola nos presenteia com os filósofos do futebol. Declarações à imprensa, gritos dos técnicos no banco de reservas, cronistas inspirados. Vou tentar elencar mil frases, em 50 grupos de 20. Vamos lá com o primeiro grupo:

001. Não existe gol feio. Feio é não fazer gol! (Dadá Maravilha)
002. Queria agradecer a Antarctica pelas Brahmas que mandou pra nós. (Manga)
003. Não tive nada com essa manicure, mas se tiver que pagar alguma coisa aí eu pago... (Luxa)
004. Sou eu e mais onze! (Meira)
005. Eu não quero toquinho pro lado não, vocês vão chutar essa bola na casa do caralho! (técnico Djalma Cavalcanti, mandando os jogadores segurarem o resultado)
006. Não sei se meu tratamento vai ser lento ou demorado. (Branco, ex ídolo do Avaí)
007. Eu acho que eu acho que... (Beto cachaça)
008. Pelé calado é um poeta. Tinha era que colocar um sapato na boca. (Romário)
009. Somos todos operários! (Renato Gaúcho, referindo-se ao elenco humilde do Flu, com um salário de mais de 100 mil reais)
010. Que psicológo o que! Tá com problema na cabeça coloca no hospício! (Miguel Livramento)
011. Corpinho apetitoso, hein? (Roberto Alves comenta a boa forma do zagueiro Clebão)
012. Mas ele fuma maconha dentro de campo? (João Saldanha, nem aí, quando alertado sobre o vício de um novo jogador contratado)
013. Não, ela continua com as mesmas dimensões (o volante Andrade, quando questionado sobre "a trave diminuir" quando o jogador vai cobrar o pênalti).
014. Um pouco salgada! (Junior, quando perguntado se a água do mar estava boa)
015. Não foi nada de especial, chutei com o pé que estava mais a mão! ( João Pinto, jogador do Futebol Clube do Porto, de Portugal)
016. O difícil, vocês sabem, não é fácil (Vicente Matheus)
017. O cara corre muito, parece que tem 2 pulmões! (Jardel - foto)
018. Jogador é o Didi, que joga como quem chupa laranja... (Neném Prancha)
019. Chegarei de surpresa, dia 15, às duas da tarde, vôo 619 da VARIG... (Mengalvio, ex-meia do Santos, em telegrama mandado a família quando em excursão à Europa)
020. Tenho o maior orgulho de jogar na terra onde Cristo nasceu... (Claudiomiro, ex-meia do Internacional-RS ao chegar em Belém do Pará para disputar uma partida contra o Paysandu pelo Brasileirão de 72)

1 comentários:

  Anônimo

8:25 PM

bolero nao joga humilha

Postar um comentário