Spiga

Copa 2006: comida de leões (de circo)

Sempre há de se respeitar quando Sócrates fala do mundo da bola fora das quatro linhas. Se você não conhece o magrão, clique aqui. Se você não entendeu o título desse post, clique aqui.

Para Sócrates, Seleção "parecia um circo" na Copa

O ex-jogador de futebol Sócrates, criticou os jogadores da Seleção Brasileira que participaram da Copa da Alemanha em 2006, em entrevista à revista France Footbal.

"Antes da Copa do Mundo de 2006, o Brasil parecia um circo e os jogadores as focas", diz o ex-jogador, hoje com 53 anos. "O Juninho (Pernambucano) merecia ser titular, ao contrário de Ronaldo que se apresentou pesando 97kg. Não eram atletas de ponta", disse.

Relembrando sua temporada na Fiorentina, na metade da década de 80, Sócrates diz: "Estava em um país fechado, com um futebol absolutamente corrupto e não mudou nada, tudo está como era naquela época".

"Os resultados são manipulados, todo o sistema é corrupto, jogadores, árbitros... É uma máfia muito bem organizada", acrescentou.

Para comprovar sua acusação, Sócrates conta como teria participado de um jogo combinado. "Um dia chega o capitão da Fiorentina, Eraldo Pecci, e diz: hoje a gente empata. Eu falei: Como? Você está louco!" E disse que "ele não deveria contar comigo", lembrou.

"Fiquei em campo os 45 minutos do primeiro tempo e não recebi um passe... A partida terminou 0 a 0", completou.

Terra



0 comentários:

Postar um comentário