Spiga

Grandes folclóricos: Hiran

Seguindo a linha do Manga, mais um goleiro do Folclore da Bola: Hiran

Ex-goleiro pede R$ 100 mil e mais um Corolla ao Guarani

Uma proposta inusitada surgiu ao Guarani na última quarta-feira. O ex-goleiro Hiran, atual preparador de goleiros e auxiliar-técnico do Jaguaré-ES, confessou que a dívida que ele tem com o Bugre poderá ser paga com R$ 100 mil e mais um automóvel Corolla, que custa em torno de R$ 50 mil.

"Eu sei dos problemas que o Guarani tem passado, que toda a renda arrecadada nas partidas não vai para o clube. Eu sei da crise financeira do clube. Por isso, além do dinheiro, o clube poderia me pagar com um Corolla. E pode pagar em cinco anos, que não tem problema”, disse o Hiran.
O presidente bugrino, Leonel Martins de Oliveira, atento à entrevista e aproveitando que o Jaguaré virá a Campinas no domingo, jogar contra o Guarani, decidiu se reunir com o ex-jogador para definir o futuro da dívida.

Goleiro louco
Certa vez, no Morumbi, ele deixou o jogo para ir ao lado da trave e urinar. Outra vez, nos vestiários, diante de uma repórter, fez questão de baixar a toalha para dar entrevistas, causando enorme constrangimento no ambiente, apesar da frieza da repórter que se manteve séria durante toda a conversa.
Também chamou atenção um fato curioso: quando foi tirar sua carteira de habilitação, Hiran exagerou no acelerador e deu um “cavalo de pau”, acabando preso pelo delegado.

Em 1997, Hiran também teve seus momentos de glórias ao marcar um gol de cabeça diante do Palmeiras, no empate por 3 a 3. Se tinha um comportamento estranho fora de campo, nas quatro linhas era um grande goleiro, de excelente condição técnica. Agora mora em Jaguaré, no Espírito Santo.

Futebol Interior

Sem dúvida Hiran merece o Corolla

0 comentários:

Postar um comentário