Spiga

Cheiro de picaretagem

Confira os boletos alterados do "sócio" do Guarani

Campinas, SP, 10 (AFI) – O atual presidente do Guarani, Leonel Martins de Oliveira, rebateu as acusações do candidato da oposição, Cid Ferreira, e promete acioná-lo judicialmente por calúnia e difamação. Antes disso, porém, o dirigente terá que se explicar no 10º Distrito Policial sobre a criação de sócios no clube. E o presidente e seus aliados parecem estar encrencados. O Futebol Interior teve acesso aos boletos bancários pagos pelo “novo” associado Henrique Smanio, pivô do embate jurídico, e concluiu: houve alteração.

Henrique Smanio é apenas um dos 106 sócios presentes na lista de eleitores do clube que foram inscritos de forma irregular, de acordo com Cid Ferreira. Os boletos, que foram anexados ao pedido de abertura de inquérito, mostram um fato, no mínimo, curioso. Embora o pagamento dos boletos - um no valor de R$ 300,00 e outro no de R$ 270,00 - fosse datado para o dia 04 de julho de 2006, teriam sido pagos exatamente um mês antes, como mostra a autenticação realizada no boleto. O dia 04 de junho, porém, foi um domingo, dia em que os bancos estão fechados, assim como as lojas do Guarani, que aceitam o pagamento.


Para ter condição de votar nas eleições bugrinas, o associado deve estar no clube a pelo menos um ano. Assim, a diferença de um mês não impediria Smanio de participar do pleito, embora comprove uma fraude. O “sócio”, contudo, não aparecia no quadro associativo do clube em outubro.

"No início de outubro estive com o Henrique, além dele ter falado horrores do Leonel Martins ele disse que não era sócio do clube fazia tempo", confirma um amigo íntimo de Smânio, de identidade preservada.

Futebol Interior

0 comentários:

Postar um comentário