Spiga

Veteranérrimos

Sobre o jogador Capitão, sempre é bom lembrar: seu nome verdadeiro é Oliúde, homenagem dos pais ao cigarro Hollywood, o sucesso!

Com mais de 40 anos, ex-jogadores voltam às atividades

Vitória, ES, 01 (AFI) – A falta de bons jogadores poderá transformar o futebol brasileiro em competições de times seniores. Dois ex-jogadores com mais de 40 anos e que já tinham “pendurado as chuteiras”, anunciaram suas voltas aos gramados em 2008.

O primeiro foi Gil Baiano, ex-lateral do Bragantino e Palmeiras e que fez alguns jogos pela Seleção Brasileira. Gil Baiano, de 41 anos, disputará o Campeonato Capixaba pelo Jaguaré, de Jaguaré, no interior do Espírito Santo.

Gil Baiano tinha encerrado a carreira fazia quatro anos e vinha disputando certames amadores em Bragança Paulista. Com 41 anos completados no dia três de novembro, Gil Baiano foi revelado pelo Guarani e jogou no Bragantino, Palmeiras, Vitória-BA, Paraná Clube, Sporting de Portugal e outros times de menor expressão.

Capitão também volta em 2008
Outro ex-jogador que volta as atividades é Capitão, que marcou época jogando com a camisa cinco da Portuguesa, onde ficou dez anos e foi ídolo. Em 2008, Capitão disputará o Campeonato Paranaense pelo Cascavel, equipe que o revelou para o futebol em 1986.

Também com 41 anos completados no dia dezenove de setembro, Capitão jogou no Cascavel, Portuguesa, São Paulo, Grêmio-RS, Sport-PE, Botafogo de Ribeirão Preto, Portuguesa Santista, Guarani, CSA-AL, entre outros. Em 2004 chegou a fazer alguns jogos pelo Grêmio Mauaense, na terceira divisão de São Paulo.

O Cascavel é da cidade de Cascavel e atravessa uma crise financeira de grandes proporções.

Viola também
Embora ainda não tenha encerrado oficialmente sua carreira, outro veteraníssimo que poderá voltar à cena é o atacante Viola, que fará 39 anos no dia primeiro de janeiro. Viola disputou a segunda divisão de Minas Gerais pelo Uberlândia e tem proposta do SEV/Biônico para disputar o Campeonato Paulista da A-3.
O provável novo time de Viola é patrocinado pelo Laboratório EMS, que está famoso por fabricar remédios anticoncepcionais falsos. Ou seja, os salários de Viola serão pagos, indiretamente, com o dinheiro que o laboratório ganhou do lucro da venda das "pílulas falsas".

Futebol Interior

1 comentários:

  Giovani Moises

1:22 PM

Lembrando que Gil Baiano chegou a atuar por 6 equipes do futebol brasileiro ao mesmo tempo.

Observação: o nome do Capitão (Oliúde), que eu saiba, foi homenagem à própria meca cinematográfica, cujas produções marcaram a vida dos pais do jovem volante, e não ao cigarro...

Postar um comentário