Spiga

Deixando pra última hora

Bem coisa de Brasileiro. O goleiro Zé Carlos, do Criciuma, não pôde jogar a partida de ontem contra o Vasco da Gama, pois a diretoria deixou pra registrar a renovação de contrato no último dia. Acontece que era feriado no Rio de Janeiro e a CBF estava sem expediente...
Em 2004, o Avaí deixou seu lateral titular, o Badé, de fora da partida fatídica contra o Fortaleza. Fez um contrato muito inteligente que encerrava antes da data do último jogo. Tentou até renovar, mas conta a lenda que sua mulher não deixou, é mole?
Pra agravar, diz a lenda também que após este mesmo jogo a diretoria possuía provas para um recurso contra um jogador do Fortaleza, que certamente implicariam na classificação para a 1a. divisão. Deixaram também pra última hora e perderam o vôo pra capital carioca...

Moral da história: os times catarinenses deveriam fazer uma vaquinha e contratar um office boy pra trabalhar no Rio. Enquanto não tivessem o que fazer, ficavam na praia à caça de talentos no fut-volei...

2 comentários:

  Akinol

4:05 PM

See Please Here

  Giovani Moises

11:07 PM

Times catarinenses??? O Avaí, né! Hahahha!!

Postar um comentário