Spiga

Como conseguir perdão após entregar um Gre-Nal

Valdir Espinoza conta um causo que serve como dica para o goleiro Renan, que fez essa lambança no Gre-Nal.



- O Inter nos derrotou apesar de o nosso time ser melhor do que o deles na época. Era, inclusive, Dia das Mães e o Renato (Gaúcho) foi expulso naquela partida. Fui embora injuriado porque ele tinha sido expulso e eu falava para minha mulher que eu ia matar o Renato, que eu não queria vê-lo nunca mais (risos), que ele era o culpado pela derrota. Meia hora depois, eu espumando de raiva dele ainda, toca o interfone da minha casa. A minha mulher atendeu e não quis nem me falar quem era, só disse que tinha alguém subindo para falar comigo. E quando eu abri a porta, quem era? O Renato e o Oswaldo (ex-jogador do Grêmio), com umas pizzas e umas cervejas falando que tinham ido lá para jantar comigo. Naquele momento eu não acreditava na cena (risos). Bom, claro que eu não matei o Renato porque ele continua aí lindo e maravilhoso. Mas ele fez isso porque sabia que eu tinha um carinho enorme por ele e que ele havia errado naquele jogo, tinha consciência de que havia feito besteira. E aquela foi a maneira que o Renato encontrou de me pedir desculpa por aquilo tudo. E obviamente terminamos aquela noite dando muitas risadas.

Entrevista de Espinoza ao Globo Esporte

0 comentários:

Postar um comentário