Spiga

Causos da Bola: Leva Alguém Junto, Sinval!

A decisão do Campeonato Paranaense de 1999 pegava fogo. O Coritiba estava com a taça nas mãos, pois acabara de fazer o segundo gol e empatar o jogo com o Paraná Clube, no Pinheirão, com um golaço do Darci, que havia entrado em campo dois minutos antes.

Como nem poderia deixar de ser, o time da Vila Capanema partiu desesperadamente para o ataque e, num desses ataques, o craque alviverde Sinval, que já tinha o cartão amarelo, segurou um tal de Edinan pela camisa e acabou recebendo o cartão vermelho.

No meio daquela confusão toda, o ídolo da galera na época, o artilheiro Cléber, chegou para o Sinval e disse:

- Cara, vê se dá um jeito de levar alguém do Paraná Clube junto com você.

O Sinval deu uma ciscada pra lá, deu uma gingada pra cá e, quando ninguém estava olhando, ele veio correndo em direção ao tumulto e enfiou a mão na cara do garoto Lúcio Flávio, que não viu nem de onde veio a bordoada para pensar em reagir. Ao ver a cena, Cléber não resistiu:

- Puxa, você quase matou o garoto, Sinval. Não precisava exagerar. E por que logo ele, que é tão pequenino?

E o Sinval:

- E você acha que eu sou besta? Escolhi o menorzinho deles e desci o braço. Se eu bato num grandalhão como o Washington, é capaz de eu, além de ser expulso, e ainda levar uma surra.

Conto de Gilson de Paula

1 comentários:

  Maldita Futebol Clube

8:45 PM

Pra bater tem que bater em quem a gente se garante depois né? rs...abs, leandro!

Postar um comentário